domingo, 26 de outubro de 2008

Sem chão.............

Nem sei que dizer...nem como começar...é mesmo difícil para mim, ainda não digeri bem a situação....só consigo pensar que é muito injusto...mas é real...bem tentei dormir para ver se melhorava com um novo nascer do sol...mas nada mudou...

A minha prima, a minha super prima, com quem vivi durante quase 4 anos, "crescemos" juntas, ajudei....a minha amiga...a mãe do meu Gonçalito, e ainda só com 22 anos...foi-lhe diagnosticado um tumor maligno, ela tem cancro.............

Só consigo chorar, revoltar-me,........e lembrar que faz á 31 de Dezembro 3 anos que o meu tio, pai dela, morreu de cancro.....

Sei que tenho de ser forte para ajuda-la (e serei) mas tenho uma dor que me parte a alma, e não sei como lidar com ela....

7 comentários:

Mara disse...

Célia, a choque da noticia é grande, eu imagino que sim. Mas lembra-te de tanto caso de sucesso que já há, essa doença nem sempre mata. Quem sabe não foi diagnoticada numa fase precoce e ainda bem a tempo. Tens de lhe dar muita força, faz das tripas coração, mas tens de ser positiva ao lado dela. Tu tens de conseguir.
Os filhos fazem com que a gente tenha um motivo para lutar, lutar pela vida, lutar pela saude. Eles fazem com que as pessoas movam montanhas, tu sabes isso.
A tua prima vai conseguir ultrapassar isto, mas tem de ter o vosso apoio. Ela não pode ir abaixo.
Um bj amiga.

Sissia disse...

Olá Célia,
fiquei triste com a notícia. Já passei por algo semelhante. Sei que cada pessoa vive estas situações à sua maneira, mas é certo que custam muito. Penso que o principal é não fingir qua nada se passa e conseguir falar dos problemas com a sua prima. Assim ela terá um ombro para desabafar e a certeza que alguém se preocupa. Não falando do assunto parece que ele não existe! Depois acreditar. A força da fé e da esperança move montanhas. Sugiro que lhe ofereça o livro:" A anatomia da esperança". É muito bom. Eu, por ser crente, na altura rezei muito e isso dáva-me força para encarar o sofrimento e transmitir esperança. No meu caso foi um primo, que faleceu...Mas ficou aquela satisfação de ter estado junto a ele e feito com que a vida dele tivesse sentido até ao fim...Porque afinal, nós próprios, sem um diagnósticos daqueles, podemos morrer a qualquer momento. A vida á cada minuto! Com ou sem diagnósticos "maus". beijinhos.

Sissia disse...

Olá Célia,
vou te pedir que me ensines a fazer uma coisa. Assim sempre te distrais....Podias me ensinar a colocar contador de visitas no blog? Já tentei e não consigo
Bjs

Sem Desistir disse...

Célia, lamento mt.
Infelizmente conheço de perto esse drama...o meu Pai faleceu de cancro no estômago...
Tens mesmo de ser muito forte e transmitir muita coragem e força à tua prima querida.
Não é fácil, mas és uma Mulher forte e corajosa e vais conseguir ajudá-la.
bjos

C.F. disse...

Querida Célia,
É de facto uma situação muito triste e difícil de entender mas tens de ser forte e ajudar a tua prima a acreditar que é mais forte do que essa doença maldita.
Lutar e acreditar é o lema. Força!
Beijinhos.
Vale46

Susana Pina disse...

Amiga, tens que ser muito forte, ela vai precisar de ti agora e sempre. Alguns tumores têm cura e também a força de vontade dela para lutar contra esta doença vai aumentar as probabilidades de sucesso.
Acredito que tudo se vá resolver, até porque ela ainda é nova, e a idade tem muita influência nestas doenças.
Sê forte Célia.
Um bj de Esperança e muita Fé
Susana

Nykita disse...

Amiga que choque, uma noticia destas mete-nos sempre em baixo mas tens que ser forte para lhe poder dar forças e faze-la acreditar que será mais forte que essa maldita doença..
como a vida é injusta e irá agente perceber o pk de tanta injustiça?????
um beijinho xeio de esperança