segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Das birras

Como não podia deixar de ser, os 3 anos do B, trouxeram as malfadadas e loucas birras...e eu já não sei o que fazer, sei que muitas vezes são provocadas pelo cansaço, mas outras tantas, são, pelo feitio igual ao pai que este miudo tem! :) Ele é de personalidade vincada, e acima de tudo muiiiito persistente! Ele é gritos, ele é choro, ele é beicinho, e não torce por nada! O mais engraçado, é que estas birras são todas em casa ou no carro, nunca na rua!

Já tentei varias(inúmeras) estratégias, mas nada...até já cheguei a por em causa o meu jeito para a maternidade...já falei com ele, já o abracei e tentei consolar, já o castiguei, já fiz de conta que não era nada comigo....mas nada, nada o faz mudar de atitude, só depois de ele se cansar de chorar e berrar é que as coisas vão ao sitio...mama a sua chuchina e depois é vê-lo como se nada fosse, feliz e a rir e a brincar connosco...

Mamãs mais experientes, por favor ajudem! qual acham que será a melhor atitude a tomar? não gosto nada vê-lo assim, parte me a alma ver o seu descontrolo...mas já nem sei o que fazer para o rapaz perceber que é mais fácil obter o que quer se falar connosco do que ao berrar!! Ele foi sempre tão bem comportado e lidava tão bem com o não...

8 comentários:

Maria Pereira disse...

Amiga, esta é uma fase que dura, dura e dura... n é facil saber o que fazer eu eu tb já fiz todas essas coisas que dizes, ralhar, castigar, dar uma palmada, não ligar, dar carinho... às vezes resulta outras nem por isso... respirar fundo para não perdermos as estribeiras é mesmo o melhor e acho que connosco resulta melhor o ignorar mas não é facil, principalmente qd s em publico (o que pelos vistos não é o teu caso)

Um beijo grande

pamgvb disse...

dura fase das birras! tb existe cá em casa! calma e muita paciencia (fala o roto do esfarrapado!?!)

beijinhos

Anónimo disse...

Necessitas de doces de muita paciência! Bjs
Susana lemos

Luna disse...

birras ui! tenho 2 amostras lá em casa.
Conselho não lhe des muita importancia normalmente esses fazem para conseguir o que querem, ou simplemente para chamarem atenção, mantem firme, o meu mais velho é so apanhar numa fase mais stressada e sem paciencia é logo, olha vai caminho dos 6 anos.
Fala com ele com calma, se isso não resultar aplica o castigo cá em casa resulta na perfeição. Como outras mamãs dizerem dose paciencia extra, respira fundo, isso faz parte da rotina/ crescimento deles acredita.
bjos
Luna

Patricia disse...

Sempre que é possível ignorar. E uma fase, estão a aprender a reagir com a frustração.
A minha mais pequena, que tem gora 4 anos,quando a birra está a prolongar-se , levo-a para o quarto dela e digo-lhe: - Quando te sentires melhor e a birra se tiver ido embora, podes vir ter comigo/connosco.
Normalmente passado 2 minutos aparece toda sorridente.

Nany disse...

Ai a Srª D. Birra é uma chata que não larga os miudos nem por nada.
Tens sorte de ele não fazer em público, pelo menos isso.
Para mim depende, se são porvocadas pelo cansaço ou algo assim, tenho (tento ter) mais calma e paciência, relevar e preferencialmente não ouvir. Dou abraços, beijos, tento acalmar, falar baixinho, etc.
Se são por pura má criação, aí ralho e bem e castigo que não suporto esse tipo de birras.
Nem sempre resulta, às vezes bem tento ignorar mas lá me salta a tampa e mando 2 berros daqueles.
Paciência, muita paciência é o que é preciso.
Bjks

Célia disse...

Obrigadinho pelas respostas! Já vi que não sou a única a ter de optar por diferentes atitudes..e muitas vezes sem o resultado pretendido! Estes dias fora melhores, hoube birras, mais muito mais curtas e com menos "berros". De resto, o mesmo, falar, tentar alcamar, não ligar e acima de tudo "tentar e tentar" mais uma vez, manter a calma...

Beijos

Isa disse...

Olá Célia!
Nesse caso não te posso ajudar mesmo, ainda não cheguei a essa fase! Pode ser que nessa altura já sejas tu a dar-me sugestões de como controlar a minha traquinas!
Espero que seja só uma fase e que passe depressa.
Beijinhos