segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

2 anos atrás

Fiz a transferência que me fez ser mãe pela primeira vez,foi uma transferência bastante complicada e dolorosa, o dr Barbosa esteve mais de 15 minutos para conseguir encontrar o meu colo do útero... os embriões vieram até a sala e tiveram de voltar até a estufa, pois a coisa estava bastante "complicada"....saí de lá, com a sensação de que não conseguiria, mais uma vez, a tão desejada gravidez...mas apesar de todos os contratempos que tive nas duas semanas de espera pelo teste,(imensos sangramentos e em quantidades bastante abundantes) o meu sonho virou realidade... lamentavelmente não sou mãe como desejaria, sou mãe de um anjo, mas acreditem, é o anjo mais belo e amado do céu, como o são todos os pequenitos, que com o meu David, vivem no céu

A datas, que por mais que tentemos nunca nos conseguiremos esquecer!

Amo-te David, com todas as minhas forças, daqui até ao céu e o seu infinito, para toda a eternidade

3 comentários:

Anónimo disse...

ola celia bom dia.
como eu te compreendo,vou contar-te uma visao que tive na missa de domingo estava a pensar no meu filho nas saudades que temho dele e de repente tive uma visao linda o meu filho a corrrer num parque com pessoas que me sao queridas a tomar conta dele, meu deus como eu queria fazer parte , e que saudades tenho a certeza que os nossos anjos brincam muito juntos. desculpa nao e para ficares triste. beijo grande

Maria Pereira disse...

Existem datas que ficam para sempre na nossa memória, algumas por boas razões, outras nem por isso mas a vida é assim, feita de coisas boas e outras nem por isso...

Bjs grandes

Romantica disse...

As datas ficam registadas para sempre,e a dor mantém-se dentro de nós!! Agarra-te ao teu B. nesses momentos mais dificeis!! Beijo